quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Girassóis na janela dos meus sonhos









Luz no olhar de uma poetisa contemplando girassóis na janela dos seus sonhos.

Depois do livro "Quase Poesia" (Bússola Literária - 21 de junho de 2010), a escritora e poeta Basilina Pereira, retorna emotiva e radiante em "Janelas", seu mais recente livro de poesias. Lógico que se trata de um "Sonho Antigo", porém, tudo no seu devido tempo. Sua alma é como "Poemas à Flor da Pele". Tornando-a merecedora dos nossos aplausos por estar efervescendo com seus versos o sorriso dos "Poetas em Cena".

Bússola Literária, mais uma vez trás com muito orgulho o talento de Basilina Pereira. São três poemas extraídos de forma aleatória, entre mais de cem, contidos no seu livro "Janelas". Poderia ser qualquer um entre todos, pelo vigor da sua magia poética, que se destaca como o prelúdio do luminoso e glorioso recital, como poeta e pessoa da melhor qualidade.

Parabéns, admirável Basilina Pereira, por "Janelas" e tantos outros que hão de vir! Principalmente por nos presentear em breve, com o seu primeiro romance: "Sonhos Antigos", ainda inédito. Sucesso...



Persistência

Eu faço versos na falta de outra habilidade.
Cada ser vivente é um poema:
sempre nos diz algo, simplesmente por existir.
Assim é cada coisa:
umas dizem mais, outras menos...
Já pensou uma pedra, quanto tem a nos contar
sobre as ranhuras que limaram sua face?
E uma flor, que desabrocha solene,
com a incumbência de perfumar o jardim?
Com certeza, não é só esse o seu cuidado.
O rio, por discreto que é, segue adiante,
levando suas histórias e seus segredos.
O vento então, com seu ruído velado,
dispensa a rima e a métrica,
sua poética está além...
Eu continuo tentando
entender o canto das aves e o silêncio das florestas.
Longe a ousadia de decifrar meu semelhante,
na persistência busco a mim mesma,
quem sabe um verso ou uma rima imperfeita?



A face oculta

Sofre o poeta em sua inquietude
para achar a face oculta do momento:
aquele que brilha nas entrelinhas do verso
e está acima de qualquer julgamento.

É na ausência do vento
que irrompe o silêncio de calor
e ouve-se o canto desaforado das cigarras
pra esconder seu outro lado: a dor.

A magia tem seus lances de mistério
que confundem presente e passado
como a paixão que busca o enlace
transforma-se em rostos sérios, conformados.

Assim é o canto místico da noite
disfarçado de orgias: carnaval,
exibe sempre o lado triste do palhaço
qual borbulhas em copos de cristal.

Vento, cigarra, poeta, palhaço e paixão
todos têm igualmente o seu avesso,
mas se esforçam pra não macular a imagem
que remete ao enlevo do começo.


O sorriso

O sorriso é um balão
bem no meio da floresta
como o acorde do violão
dá nova vida à seresta.

Quando acontece e se mostra
até os olhos resplandecem
feio o milagre da ostra
quando a pérola aparece.

Tão fácil como amar
e tão difícil de se ver
nada se perde ao doar,
tampouco ao receber.

Não ter medo de sorrir
com humildade infinita,
é deixar o sonho vir,
ver a vida mais bonita.


A propósito, você já acessou a fan page do meu livro infantil Juju Descobrindo Outro Mundo? Não imagina o que está perdendo. Acesse: www.fecebook.com/jujudescobrindooutromundo.

E o site da Juju Descobrindo Outro Mundo, já o acessou? Se eu fosse você iria conferir imediatamente. Acesse: www.admiraveljuju.com.br 


Imagens: Google Imagem

25 comentários:

Basilina disse...

Caríssimo amigo Dilson, muito grata pela homenagem e por suas elogiosas palavras que muito me gratificam. Ser lida pelos amigos e suscitar algum tipo de emoção é tudo com que um poeta sonhar e u estou colhendo essa alegria. Há ainda muita coisa pra dizer e espero compartilhar com vocês todas as minhas percepções e moções. Meu abraço agradecido.

Ps: errata: no poema AFACE OCULTA onde está escrito fulgamento ,leia-se julgamento.

Juraci disse...

Fico feliz em poder estar aqui para prestigiar esses verdadeiros talentos líricos, que sempre nos encantam e facina. Parabéns querida amiga Basilina e sem deixaer de prestigiar o dono do blogger Dilson Paiva pelo grandioso prestigio.
É na ausência do vento
que irrompe o silêncio de calor
e ouve-se o canto desaforado das cigarras
pra esconder seu outro lado: a dor.
A magia tem seus lances de mistério
que confundem presente e passado
como a paixão que busca o enlace.
Busca o enlace da vida para que se possa viver a eterna felicidade
beijos

Anônimo disse...

parabens amiga por mais esse blog te homenageando...merecida por sinal
Amot voce amiga
beijos.


Parabens Dilson pela escolha, excelente poeta e amiga.
bjs

Kedma

Dilson Paiva disse...

Obrigado Basilina, Juraci e Kedma pela visita e por estarem prestigiando esta talentosa poeta Basilina Pereira...

Abraço fraterno

Jorge Luiz Vargas disse...

Sempre é bom ler e viver a poesia da minha querida amiga e poeta Basilina Pereira. Sou seu fã incondicional e admirador dessa pessoa maravilhosa que ela é. Merecida homenagem aqui e desejo a você, todo o sucesso do mundo.
Grande beijo com o desejo de um dia feliz.
Jorge Luiz Vargas - Brasília, DF

Basilina disse...

Em tempo: as imagens que ilustram os poemas estão artisiticamente trabalhadas e adequadas ao conteúdo dos poemas. Grata também por este capricho, amigo Dilson. Minha admiração pela escolha.

cheia de charme disse...

Querida amiga...adoro tudo que você escreve, em mágicas palavras, tenho o prazer de ter os seus livros que são lindo e apaixonantes.
Brasilina é uma poetisa nata.

Parabens sucesso. Bjos

MARCIA TIGANI disse...

CHEGUEI A´ ESTE BLOG JÁ ENCANTADA E ME DEPARANDO COM A JUSTA HOMENAGEM DE DILSON PAIVA Á ESSSA POETA DOCE E SENSÍVEL QUE É BASILINA PEREIRA.LI SEUS DOIS LIVROS( JANELAS E QUASE POESIA) E ADOREI,RECOMENDANDO AOS AMIGOS! AGUARDO COM ANSIEDADE A PUBLICAÇÃO DE SEU PRIMEIRO ROMANCE ,BASILINA! UMA BEIJOCA POÉTICA!

SIGRID SPOLZINO disse...

Basilina, tem muitos adjetivos: linda pessoa, maravilhosa amiga, mãe ímpar, uma mulher cheia de tantos encantos. Sai conquistando todos que passam por ela... a vontade é ficar do lado dela pra sempre! Nossa amizade nasceu por um acaso virtual e, hoje somos realmente,grandes amigas! Parabéns pela lembrança desse espaço em trazê-la para encantar a todos com tuas linhas poéticas. TE AMO, BA!!!!!
Baci in cuore
SIGRID SPOLZINO

Geisa Gonzaga disse...

Querida amiga Basilina, iluminada poeta brasiliense!
Que alegria participar desse momento único para você, após esta bela e merecida homenagem que lhe foi prestada pelo Dilson. Você mereceu amiga, e a seleção feita foi de uma felicidade ímpar.
Parabéns para você, parabéns ao Dilson pela sensibilidade demonstrada ao escolher você.
Beijo com carinho

Maria L disse...

Falar de Basilina é falar de amor,
falar de alma e poesia.
Seus versos chegam como uma suave música.
Parabéns pela homenagem amiga!
Voce sabe muito bem que sou sua admiradora e amo seus versos.

Beijos na alma e coração! M@ria

Obs:Parabéns também a este blog...serei sua seguidora.

Osvaldo Heinze disse...

Basilina
És mágica!
Tens o dom de alegrar meu coração com tuas letras.
Levar-me numa doce brincadeira.
Ora se o mundo rodasse numa ciranda de mãos dadas com tua poesia...
Estaríamos salvos e de novo crianças, vivendo abençoadas alegrias...

Sucesso!!!

Beijos!

Núpcias de Alma disse...

Brasilina,
o embalo dos seus poemas
fazem os olhos do coração
sorrirem.

Um beijo.


Querido Dilson, sua "Bússula Literária" leva-me ao caminho
da constelação.

Beijos.
*
Arlete Meggiolaro

amarilis pazini aires disse...

Basilina, vc merece cada espaço de homenagem.
As tuas linhas sempre deixam um pedido de quero ler-te mais.
O seu carisma de alma nos abraça na eterna amizade, na sinceridade que és.
Parabéns por mais esta conquista merecida.
Um grande bjo

Dilson Paiva disse...

Quero agradecer a cada um de vcs pela visita ao Bússola Literária, e pela simpatia com que tratam esta preciosidade envolvente que é a Basilina Pereira.
Trata-se uma pessoa que conhece cada detalhe que envolve a alma. Felizmente nesta época onde não há mais serenatas, encontrar o sentimento aflorado no pensamento e na ponta da caneta desta mágica dos versos.
Obrigado mesmo, em nome do Bússola Literária. Espero contar com a presença de cada um sempre.

Abraço fraterno

disse...

... "Não ter medo de sorrir
com humildade infinita,
é deixar o sonho vir,
ver a vida mais bonita."
Apaixonante!!

disse...

Tudo aqui está maravilhoso!!
Estarei seguindo...

Dilson Paiva disse...

Obrigado Lú, sua visita é mto bem vinda. Estamos felizes com a felicidade da nossa poetisa de encantos poéticos.

Basilina disse...

Quero agradecer de coração a cada um desses amigos maravilhosos que aqui aportaram e deixaram o seu carinho. Minha alma de poeta está saltitante e a ressonância amiga com que me ligo a vocês também está colorida e perfumada. Pra mim,felicidade é isso, meus queridos: ter amigos com quem dvidir, mesmo que sejam as pequenas coisas, e valrizar cada um desses momentos como estou valorizando agora.Acho que se tem um palavra que traduz tudo isso, est apalvra é POESIA.

Roberto Barbosa de disse...

Obrigado, Dilson Paiva, por emprestar este seu belo espaço para agraciar com o meu carinho a nossa amiga e poetisa, aqui, sua hóspede literária, por mais uma realização poética. Desta feita, "Janelas". Portanto, que abrem-se, escancarem-se, cada vez mais, em seu coração, Basilina, não só janelas, como também, portas, clarabóias, chaminés... para que a sua inspiração seduza-nos com a sua mania. É isso mesmo! Essa sua mania poética de nos presentear com sublimidade e candura. E que sequestre a nossa visão e faça-nos cometer o pecado da gula... da gula dos seus versos saborosos. Vou continuar pecando.
Beijos.
Roberto Abreu

Brigirani disse...

Obrigada Dilson,pela oportunidade de conhecer o trabalho maravilhoso dessa poetisa brilhante,espero ter a oportunidade de ler mais poemas dela.A sensibilidade e a leveza de seus poemas me transportaram para lugares perfeitos.Parabéns!!
Bjs
Brigi

Juraci disse...

Persistência

Eu faço versos na falta de outra habilidade.
Cada ser vivente é um poema: Eu continuo tentando na persistência buscando a rima do meu pensamento, quem sabe entre uma hora e outra, eu consiga meu sonho tão almejado
A FACE OCULTA
Bela imagem é nesse silencio oculto, onde se despedaça os corações apaixonado, a ponto de não suportar mais a ânsia do verdadeiro amor e paixão É essa face oculta que todos têm igualmente o seu avesso, A magia, o mistério os pensamento que mas se esforçam pra não macular a imagem que temos de nos mesmo, que remete ao enlevo do começo, onde o BELO se mistura com dor sofrimento, como a paixão alucinante, que busca o enlace mas transforma-se em rostos sérios, conformados.
O SORRISO
É fácil disfarçar o sofrimento, com o lirismo torna tudo mais fácil, mesmo com o coração em pedaços até as ultimas anciãs, onde as palavras se calam pra dar lugar a dor, sofrimento que no silencio busca alimentar a alma com lágrimas vindas das profundezas do coração, onde não existe um balsamo curativo que possa amenizar essa dor, basta o Sorriso e tudo se dissipa diante dos olhos, mesmo que o coração esteja despedaçado de amor e paixão, o SORRISO é o bálsamo que alivia a dor diante dos olhos de que vê a visão mais bonita de se admirar, ainda que em frangalhos o sorriso de alguém ainda assim é o cartão postal que alivia a dor de um belo rosto lindo.
Parabens querida poetisa Basilina, pelo seu trabalho, e ao dono do Blogger Dílson Paiva, pelo seu talento e caráter.

Basilina disse...

Volto aqui para agradecer esses amigos maravilhosos que me honram com suas palavras elogiosas e gentis. Roberto, esse amigo que prezo tanto e que também me encanta com seu talento.

Brigirani que me dedicou palavras tão lindas mesmo sem me conhecer, espero que possas sim ler ainda muita coisa que escrevo,porque eu pretendo continuar escrevendo, já não posso prescindir disso.

Juraci que escaneou meus poemas, e mostrou como é importante a lente do leitor. Muitíssimo agradecida, amigos. Deixo aqui omeu abraço.

shirley Lopes disse...

Dilson...passear nestas páginas adocicadas pelas poesias destes autores que revigoram os nossos sonhos na magia viva que acalenta os corações...percebo a salvação da humanidade na humanidade sem vigilância...libertada em versos soltos nas rimas a buscarem o infinito...Percebo os teus gritos em doces sorrisos a cumprirem os desejos da generosidade nascente na essência do ser! Obrigada por existir! Beijos !!! Shirley lopes

Dilson Paiva disse...

Jessica Liu deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Na trilha do lirismo - Nº 02":

Adoro a "Nina" uma das minha melhores amigas, sem dúvida têm muito talento para a poesia! Ah, hoje Roger (aí de cima) namora com ela..rsrs
Abraços! Parabéns pelo blog muito bom! :)

Jéssica Liu